mais info
0800 819 9999

Notícias

Notícias

14/01/2018

Projeto Cineclube Bravo é vencedor do Prêmio Ser Humano

Iniciativa ocorre há cinco anos e leva conteúdo cinematográfico para funcionários e visitantes

Cineclube Bravo! projeto que leva conteúdo cinematográfico para milhares de pessoas em Salvador, foi vencedor do Prêmio Ser Humano, promovido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), na categoria Gestão de Pessoas – Desenvolvimento. O evento aconteceu na noite desta quarta-feira (29.11), no Othon Palace Salvador. O Cineclube Bravo é desenvolvido pelo Grupo LM há cinco anos e já exibiu mais de 4 mil minutos de conteúdo para um público de cerca de cinco mil pessoas, entre integrantes do grupo, convidados e visitantes. O Grupo LM, com sede na Bahia, atua há 38 anos no mercado nacional.

Segundo Aurora Mendonça, sócia-diretora do grupo, o prêmio é um sinalizador da importância de projetos como este para a valorização de iniciativas voltadas ao estímulo ao pensamento criativo. “Entendemos a cultura como um fator transformador. As organizações têm que atentar para o fato de que é possível formar cidadãos a partir do contato com a informação cultural de qualidade. Focamos em dois aspectos: a preservação e promoção do nosso patrimônio cultural e a valorização do capital criativo e intelectual existente no país”, afirma.

Cineclube Bravo! apresenta semanalmente um curta-metragem brasileiro, exibido em duas salas localizadas em Salvador. Uma na matriz da empresa e outra na Bravo Caminhões e Ônibus, uma das três empresas do grupo. O conteúdo também é replicado na intranet, através de divulgação interna via e-mail marketing para todas as 26 unidades e seus 790 integrantes e, também, para quase doze mil pessoas através de postagens nas redes sociais. Segundo Aurora Mendonça, a ideia é valorizar a cultura nacional e promover entre funcionários e convidados um cenário de diálogo, de pensamento crítico e de interação.

O incentivo à cultura e ao desenvolvimento das pessoas no ambiente organizacional através da arte tem sido uma marca do Grupo LM. A organização investe na cultura, patrocinando publicações, espetáculos, exposições, entre outras ações. Entre as últimas realizações, a Exposição Aos Olhos de Caymmi, que celebrou os cem anos do artista, e passou por Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro. Outro recente investimento em Cultura realizado pelo Grupo LM, foi no memorial A Casa do Rio Vermelho, moradia, durante décadas, dos ilustres escritores Jorge Amado e Zélia Gattai. No memorial é possível conhecer apenas aspectos da vida do casal, além de ícones importantes da obra do escritor. Reaberta desde novembro de 2014, a Casa é um dos principais pontos turísticos e novo espaço cultural da capital baiana.

A publicação de livros e as artes cênicas tem recebido atenção especial do Grupo LM. Já foram publicados os livros de fotografia“Cairu, Cidade do Sol”, e “Encantos de Tinharé”, de Rui Rezende. Foram lançados ainda o livro “Iaba” – Carybé, o único conto literário do artista e “Semiótica”, de Bel Borba. As peças de teatro “Arte”, com o ator Wladimir Brichta e “A Caixa não é de Pandora”, com Andrea Elia Neves, também contemplados. Esta última peça rodou o país com apresentações.

O Prêmio Ser Humano foi instituído em 1993 e se consolidou como instrumento de valorização das melhores iniciativas dedicadas ao desenvolvimento das pessoas dentro e fora das organizações, assim como de estímulos `criatividade e identificação de novos talentos.

Fotos:  ABRH-BA


Ir para o topo